Please consider donate. | Por favor, considere doar qualquer quantia para mantermos o site.

Inicial Fórum Peças Macbeth O Vocabulário de Macbeth

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #10884

    por Mário Amora Ramos

    A exemplo das demais peças de Shakespeare, as palavras muitas vezes assumem significados os mais diversos. Uma palavra simples como time (tempo), que aparece dezenas de vezes na peça, pode ter o sentido de:

    a) “Vezes”, como em “Nove vezes nove semanas de fadiga” (Weary se’nights nine times nine) (1.3);

    b) “Mundo” como em “Para enganar o mundo,/ pareça-se com o mundo” (To beguile the time,/ Look like the time) (1.5) e em “O mundo está livre” (The time is free) (5.7);

    c) “Agora” como em “A partir de agora/ assim considerarei seu amor” (From this time/ Such I account thy love) (1.7);

    d) “Época” como em “Se eu tivesse morrido uma hora antes deste acontecimento,/ eu teria vivido uma época abençoada” (Had I but died an hour before this chance,/ I had lived a blessed time) (2.3).

    e) “Momento” como em “apenas atrapalha o prazer do momento” (Only it spoils the pleasure of the time) (3.4);

    f) “Hora” como em “Está chegando a hora” (The time approaches) (5.4).

    Os exemplos abaixo ilustram a riqueza do vocabulário de Shakespeare. Que eles sirvam de estímulo para que o leitor de língua portuguesa tenha acesso à experiência inesquecível de ler o texto original:

    Abed
    É o mesmo que “recolhido ao leito” ou “deitado”, como nesta fala do general Banquo: “O rei já está deitado” (The King is abed) (2.1).

    Abide
    É o mesmo que “permanecer” ou “ficar”, como nesta instrução de Macbeth para os assassinos: “Vou chamá-los daqui a pouco. Fiquem aqui dentro” (I’ll call upon you straight. Abide within) (3.1). O mensageiro que alerta a senhora Macduff usa o mesmo verbo: “Não ouso ficar mais” (I dare abide no longer) (4.2).

    Abjure
    É o mesmo que “abjurar” (do latim abjurare) ou “desdizer-se”, como nesta fala de Malcolm: “Aqui abjuro/ as manchas e culpas que lancei contra mim mesmo,/ como estranhas à minha natureza” (here abjure/ The taints and blames I laid upon myself,/ For strangers to my nature) (4.3).

    Accompt
    Esta é uma forma arcaica de to account (prestar contas), como nesta fala da senhora Macbeth, em seu delírio: “Por que temer que se saiba, quando ninguém pode pedir ao poder que preste contas?” (What need we fear who knows it, when none can call our power to accompt?) (5.1).

    Acheron
    Aqueronte deu água aos Titãs, na luta destes contra os deuses. Como castigo, ele foi transformado por Zeus num rio subterrâneo do Hades (o inferno da mitologia grega). Este rio era cruzado pelos mortos, conduzidos pelo velho barqueiro Caronte. Aparece uma única vez na peça, nesta fala de Hécate: “Vão/ para a caverna de Aqueronte/ e lá me encontrem pela manhã” (Get you gone,/ And at the pit of Acheron/ Meet me i’ the morning) (3.5).

    Adage
    É o mesmo que “adágio” (do latim adagium) ou “provérbio”, como nesta fala da senhora Macbeth: “Deixando que o ‘não ouso’ sirva ao ‘eu poderia’/ como o pobre gato do adágio?” (And live a coward in thine own esteem,/ Letting “I dare not” wait upon “I would”/ Like the poor cat i’ the adage?) (1.7). O adágio correspondente está em 4.1.11.

    Adder
    É o mesmo que “víbora”, mencionada pela segunda feiticeira, como ingrediente de uma receita: “Língua de víbora e ferrão de cobra-de-vidro” (Adder’s fork and blind-worm’s sting) (4.1).

    Addition 1
    Trata-se de um título acrescentado a um nome. O nobre Ross, em nome do rei Duncan, faz esta saudação a Macbeth: “Ele me pediu que o saudasse, em nome dele, como barão de Cawdor/ com cujo título, salve, valoroso barão,/ pois ele é seu” (He bade me, from him, call thee Thane of Cawdor,/ In which addition, hail, most worthy Thane,/ For it is thine) (1.3).

    Addition 2
    Pode ser “nome” ou “designação”, como nesta fala de Macbeth sobre cães: “De acordo com o dom que a Natureza generosa/ lhe atribui, pelo qual ele recebe/ uma designação particular” (According to the gift which bounteous Nature/ Hath in him closed, whereby he does receive/ Particular addition) (3.1).

    Adieu
    Macduff despede-se de Banquo com a palavra francesa adieu (adeus), nesta fala: “Apresse seu cavalo; adeus,/ até seu retorno à noite” (Hie you to horse; adieu,/ Till you return at night) (3.1).

    Afeard
    Trata-se de uma forma arcaica de afraid (com medo), como nesta fala da senhora Macbeth: “Um soldado, com medo!” (A soldier, and afeard?) (5.1).

    Affeered
    O verbo to affeer deriva do latim afforare (aforar), que tem como raiz a palavra forum (mercado). Originalmente, significava “conceder um direito ou privilégio”. O adjetivo affeered tem o sentido de “assegurado” ou “confirmado”, como nesta fala de Macduff, referindo-se ao tirano Macbeth: “Revista-se de seus poderes ilícitos;/ seu título está assegurado” (Wear thou thy wrongs;/ The title is affeer’d) (4.3).

    Afoot
    É o mesmo que “a pé” ou “caminhando”. Tem o sentido de “em pé de guerra” (preparando-se para a batalha) nesta fala do nobre Ross: “Eu vi o exército do tirano em pé de guerra” (I saw the tyrant’s power afoot) (4.3).

    Ague
    A palavra vem da expressão latina (febris) acuta “(febre) aguda”, como nesta fala de Macbeth: “Que fiquem aqui/ até que sejam devorados pela fome e pela febre” (Here let them lie/ Till famine and the ague eat them up) (5.5).

    Air-drawn
    Literalmente significa “desenhado no ar”, mas tem o sentido de “imaginário” ou “produto da imaginação” nesta fala da senhora Macbeth: “Isto é como o punhal imaginário que você dizia/ que o conduzia para Duncan” (This is the air-drawn dagger which you said/ Led you to Duncan) (3.4).

    Alarum
    Esta é uma forma poética de “alarme” (alarm), como nesta ordem de Macduff: “Toquem o sino de alarme!” (Ring the alarum bell!) (2.3).

    Aleppo
    Alepo é uma cidade do noroeste da Síria, perto da fronteira com a Turquia. Seu nome árabe é Haleb. Embora a Síria seja banhada pelo Mediterrâneo, Alepo não é uma cidade costeira. Ela é mencionada uma única vez na peça, na fala de uma das feiticeiras (1.3).

    All-thing
    É o mesmo que “plenamente” ou “completamente”. A senhora Macbeth diz que a ausência de Banquo seria “plenamente lamentável” (all-thing unbecoming) (3.1).

    Amiss
    É o mesmo que “errado” ou “impróprio”, como nesta pergunta de Donalbain: “O que há de errado?” (What is amiss?) (2.3).

    An
    Pode ter o sentido de if (se), como nesta frase do nobre Lennox: “se o céu permitir” (an ’t please heaven) (3.6).

    Annoyance
    Normalmente significa “aborrecimento”, mas tem o sentido de “dano físico”, nesta recomendação do médico da senhora Macbeth à dama de companhia: “Cuide dela,/ afaste tudo aquilo que possa fazer-lhe dano,/ e fique sempre de olho” (Look after her;/ Remove from her the means of all annoyance,/ And still keep eyes upon her) (5.1).

    Anoint
    O verbo to anoint significa “ungir”. Macduff refere-se ao corpo do rei morto como “o templo do ungido do Senhor” (the Lord’s anointed temple) (2.3). O sacramento de “Unção dos Enfermos” é designado em inglês Anointment of the Sick.

    Anon 1
    É um advérbio de tempo de uso arcaico, que significa “imediatamente” (immediately), “agora mesmo” (at once) ou, mais coloquialmente, “já vai”. Aparece pela primeira vez na peça nesta resposta da terceira feiticeira ao chamado de seu espírito auxiliar: “Já vai!” (Anon!) (1.1). O porteiro bêbado também usa o termo, quando batem à porta: “Já vai, já vai!” (Anon, anon!) (2.3).

    Anon 2
    Pode ter o sentido de “naquela ocasião” ou “naquele instante”, como nesta fala do mensageiro para Macbeth: “Enquanto fazia minha guarda na colina/ olhei para Birnam e me pareceu naquela ocasião/ que o bosque começava a se mover” (As I did stand my watch upon the hill,/ I look’d toward Birnam, and anon, methought,/ The Wood began to move) (5.5).

    Antic
    O adjetivo é arcaico e vem do latim antiquus (antigo). Tem o sentido de “fantástico”, como nesta fala da primeira feiticeira: “Farei um feitiço no ar para que soe música,/ enquanto vocês dançam num círculo fantástico,/ para que nosso grande Rei possa amavelmente dizer/ que nossas homenagens prestigiaram sua presença bem-vinda” (I’ll charm the air to give a sound,/ While you perform your antic round,/ That this great King may kindly say/ Our duties did his welcome pay) (4.1).

    Apace
    É o mesmo que “com pressa” ou “num passo rápido” (at a fast pace), como nesta fala de um dos assassinos de Banquo: “Agora o viajante atrasado esporeia o cavalo com pressa,/ para chegar a tempo à pousada” (Now spurs the lated traveler apace/ To gain the timely inn) (3.3).

    Appall
    O verbo to appall vem do latim pallidus (pálido) e significa “assustar”, como nesta fala de Macbeth: “O que há comigo que qualquer ruído me assusta?” (How is ’t with me, when every noise appalls me?) (2.2).

    Appease
    É o mesmo que “apaziguar”, do latim pax (paz), como nesta fala de Malcolm: “Oferecer um pobre, débil e inocente cordeiro/ para apaziguar um deus irado” (To offer up a weak, poor, innocent lamb/ To appease an angry god) (4.3).

    Argument
    Não se trata de “argumento”, mas sim de “assunto” ou “causa de uma disputa”, como nesta pergunta de Malcolm ao irmão Donalbain: “Por que ficamos calados,/ quando este assunto se refere mais a nós?” (Why do we hold our tongues,/ That most may claim this argument for ours?) (2.3).

    Aright
    É o mesmo que “corretamente”, mas tem o sentido de “com precisão” neste agradecimento de Macbeth à primeira aparição: “Você tocou com precisão no meu temor” (Thou hast harp’d my fear aright) (4.1). V. Harp.

    Armour
    É o mesmo que “armadura”, do latim armare (armar), como nesta ordem de Macbeth para Seyton: “Dê-me minha armadura” (Give me my armour) (5.3).

    Aroint
    O verbo, hoje em desuso e de origem obscura, é usado apenas no modo Imperativo e significa “fora daqui!”, como nesta expressão da mulher que mastigava castanhas: “Fora daqui, bruxa!” (Aroint thee, witch!) (1.3).

    Artificial
    Aqui o sentido é de “ardiloso”, isto é, que se vale de artifícios, como nesta fala de Hécate, referindo-se a uma gota mágica: “E esta, destilada por artifícios mágicos,/ fará surgir espíritos ardilosos/ que, pela força de sua ilusão,/ deverão levá-lo à ruína” (And that distill’d by magic sleights/ Shall raise such artificial sprites/ As by the strength of their illusion/ Shall draw him on to his confusion) (3.5).

    Assailable
    O adjetivo significa “vulnerável” e deriva do verbo latino assalire (atacar, de ad, para e salire, sair). Macbeth, referindo-se a Banquo e seu filho Fleance, diz à sua mulher que “eles são vulneráveis” (they are assailable) (3.2).

    At a point
    É o mesmo que “pronto” ou “de prontidão”. Malcolm diz a Macduff que Siward e seus dez mil guerreiros estão “já de prontidão” (already at a point) (4.3).

    At odds
    É o mesmo que “em luta”. Quando Macbeth pergunta à sua mulher como está a noite, esta responde que “quase em luta com a manhã, decidindo quem é quem” (Almost at odds with morning, which is which) (3.4). Em outras palavras, o sol está quase nascendo.

    At one’s leisure
    O substantivo leisure significa “tempo livre para descanso ou recreação”. A expressão é uma forma polida de colocar-se à disposição de alguém, como nesta fala de Banquo para Macbeth: “estou à sua inteira disposição” (At your kind’st leisure) (2.1).

    Attend
    A senhora Macbeth usa o verbo to attend no sentido de “solicitar”, dirigindo-se a um criado, nesta fala: “Diga ao rei que eu solicitaria sua permissão/ para umas poucas palavras” (Say to the King I would attend his leisure/ For a few words) (3.2).

    Attire
    É o mesmo que “roupa” ou “traje”. Banquo assim inicia sua saudação às três feiticeiras: “Quem são estas/ tão esquálidas e estranhas nos seus trajes” (What are these/ So wither’d and so wild in their attire) (1.3).

    Auger hole
    Literalmente significa “furo de broca”, mas tem o sentido figurado de “emboscada” nesta fala de Donalbain: “O que poderíamos dizer, quando nosso destino,/ oculto numa emboscada, pode saltar e nos agarrar?” (What should be spoken here, where our fate,/ Hid in an auger hole, may rush and seize us?) (2.3).

    Augur
    Os “áugures” eram sacerdotes romanos que faziam adivinhações (augúrios) a partir da observação do canto e do vôo de pássaros, como ilustra esta fala de Macbeth: “Áugures e relatos secretos têm/ revelado os assassinos mais ocultos/ por meio de pegas, gralhas e urracas” (Augurs and understood relations have/ By maggot-pies and choughs and rooks brought forth/ The secret’st man of blood) (3.4). O “augúrio” em inglês é augury.

    Avaunt
    Esta interjeição vem do francês avant (avante) mas tem um sentido arcaico de “vá embora”, como nesta fala de Macbeth para o fantasma de Banquo: “Vá embora e saia de minha vista!” (Avaunt, and quit my sight!) (3.4). Há em português uma interjeição equivalente: Arreda!

    Avouch
    É o mesmo que “afirmar”, do latim advocare (advogar, apoiar), como nesta fala de Macbeth: “Se isto que ele afirma for verdade,/ tanto faz fugir como permanecer aqui” (If this which he avouches does appear,/ There is nor flying hence nor tarrying here) (5.5).

    Ay
    É o mesmo que “sim”, especialmente no meio náutico, como resposta a um comando. O médico da senhora Macbeth emprega a palavra neste sentido, dirigindo-se a Macbeth: “Sim, senhor, seus preparativos reais fazem-nos ouvir alguma coisa” (Ay, my good lord, your royal preparation makes us hear something) (5.3). Também se escreve aye.

    Aye
    Trata-se de uma forma poética de “sempre”, como nesta fala de Macbeth para as feiticeiras: “Que esta hora perniciosa/ fique para sempre amaldiçoada no calendário” (Let this pernicious hour/ Stand aye accursed in the calendar!) (4.1).

    Baboon
    Trata-se do “babuíno”, mencionado na peça apenas nesta fala da segunda feiticeira: “Resfrie-a com sangue de babuíno/ e o feitiço estará firme e bom” (Cool it with a baboon’s blood,/ Then the charm is firm and good) (4.1).

    Badge
    É o mesmo que “emblema” ou “insígnia”. Lennox conta que os camareiros do rei “Tinham mãos e faces com insígnias de sangue” (Their hands and faces were all badged with blood) (2.3). Lennox quer dizer que em lugar de ostentar o brasão de seu senhor, estavam manchados por insígnias de sangue.

    Bait
    É o mesmo que “perseguir” ou “atormentar”, como na condenável diversão do bearbaiting (perseguição ao urso), na qual cães são instigados a morder um urso acorrentado a uma estaca, como nesta fala de Macbeth: “Não me renderei,/ para beijar o chão diante dos pés do jovem Malcolm,/ e ser perseguido pela maldição da ralé” (I will not yield,/ To kiss the ground before young Malcolm’s feet,/ And to be baited with the rabble’s curse) (5.7). Como substantivo, é “isca” ou “engodo”.

    Balm
    A palavra “bálsamo” vem do árabe e chegou ao inglês pelo latim balsamum. Macbeth compara o sono a um “bálsamo de almas feridas” (balm of hurt minds) (2.2).

    Bane
    Trata-se de uma palavra gótica, de uso poético, que significa “ruína” ou “desgraça”, como nesta fala de Macbeth: “Não temerei a morte nem a ruína/ até que a floresta de Birnam venha para Dunsinane” (I will not be afraid of death and bane/ Till Birnam forest come to Dunsinane) (5.3). Não confundir com “banimento” (ban).

    Banner
    Hoje é sinônimo de “peça publicitária em forma de bandeira”. Na peça significa “estandarte” (uma bandeira de guerra). O termo aparece duas vezes: quando o nobre Ross conta ao rei Duncan que “os estandartes noruegueses insultam o firmamento” (the Norweyan banners flout the sky) (1.2) e nesta instrução de Macbeth: “Pendurem nossos estandartes nos muros externos” (Hang out our banners on the outward walls) (5.5).

    Bare
    Normalmente significa “nu”, em expressões como barefoot (descalço) e bareheaded (com a cabeça descoberta). A senhora Macbeth, referindo-se à cortesia, diz que “sem ela, as reuniões ficariam sem graça” (Meeting were bare without it) (3.4).

    Bark
    Além dos significados mais comuns de “casca de árvore” e “latido”, pode ser “navio”, da palavra latina barca, como nesta praga rogada pela primeira feiticeira: “Embora seu navio não se perca,/ será sacudido pela tempestade” (Though his bark cannot be lost,/ Yet it shall be tempest-toss’d) (1.3). O verbo to embark (embarcar) tem a mesma origem, sendo usado, à falta de outro melhor, também para o embarque de passageiros e carga em aviões.

    Batter
    Normalmente significa “bater” (do latim battuere) ou “espancar”, mas tem o sentido de “perturbar”, nesta fala de Macduff: “O tirano ainda não perturbou a paz deles?” (The tyrant has not batter’d at their peace?) (4.3).

    Battlements
    A palavra é derivada de battle (batalha) e normalmente usada no plural. É o mesmo que “ameias”, isto é, aberturas feitas no alto da muralha de um castelo, para uso de armas defensivas, como na descrição do sargento ferido de como Macbeth matou o rebelde Macdonwald “e prendeu a cabeça dele nas nossas ameias” (And fix’d his head upon our battlements) (1.2). A palavra aparece também neste solilóquio da senhora Macbeth: “O próprio corvo está rouco/ ao anunciar a entrada fatal de Duncan/ sob minhas ameias” (The raven himself is hoarse/ That croaks the fatal entrance of Duncan/ Under my battlements) (1.5).

    Bearbaiting – V. Bait.

    Bear-like
    Trata-se de um advérbio de modo, formado por bear (urso) e pelo sufixo formador de advérbios like, como nesta fala de Macbeth: “Estou atado a uma estaca; não posso fugir,/ mas, como um urso, preciso enfrentar a investida” (They have tied me to a stake; I cannot fly,/ But bear-like I must fight the course) (5.7). V. Fiend-like e Prophet-like.

    Become
    O verbo (no passado, became) pode significar “assentar bem” (como uma roupa) ou, num sentido figurado, “cair bem” ou “ser honroso”, como neste comentário de Malcolm sobre o rebelde Macdonwald: “Nada em sua vida/ foi tão honroso quanto deixá-la” (Nothing in his life/ Became him like the leaving it) (1.4). Malcolm refere-se também a “virtudes que ficam bem nos reis” (king-becoming graces) (4.3).

    Before 1
    Normalmente significa “antes”, mas pode ser “diante de”, como nesta fala de Macbeth: “É um punhal que vejo diante de mim,/ com o cabo voltado para minha mão?” (Is this a dagger which I see before me/ The handle toward my hand?) (2.1).

    Before 2
    Pode significar “pela frente”, como nesta pergunta de Siward: “Foi ferido pela frente?” (Had he his hurts before?) (5.7).

    Beldam
    A palavra vem do francês belle dame (bela dama). Tem um sentido pejorativo de “bruxa” (mulher feia ou rabugenta), como nesta fala de Hécate: “E não tenho motivo, suas bruxas,/ insolentes e temerárias?” (Have I not reason, beldams as you are,/ Saucy and overbold?) (3.5).

    Bellman
    A senhora Macbeth compara a coruja agourenta ao bellman (sineiro), que tocava o sino antes de uma execução: “Foi a coruja que piou, o sineiro fatal” (It was the owl that shriek’d, the fatal bellman) (2.2).

    Bellona
    Na mitologia romana, é a deusa da guerra, esposa de Marte. O nobre Ross compara Macbeth ao “noivo de Belona” (Bellona’s bridegroom) (1.2). De Marte e Belona derivam os adjetivos “marcial” e “bélico”, respectivamente.

    Benison
    É o mesmo que “bênção”, do latim benedictio, como nesta despedida do ancião: “Que a bênção de Deus os acompanhe” (God’s benison go with you) (2.4).

    Bent
    Trata-se do particípio passado de to bend (curvar, dobrar). A expressão to be bent on significa “estar inclinado ou determinado a alguma coisa”, como nesta fala de Macbeth, referindo-se às feiticeiras: “Elas me contarão mais; agora estou determinado a conhecer/ o que virá de pior, pelos piores meios possíveis” (More shall they speak; for now I am bent to know,/ By the worst means, the worst) (3.4).

    Bestow
    Este verbo tem um sentido obsoleto de “alojar-se”, mas Macbeth o usa figurativamente como “refugiar-se”, referindo-se aos filhos do rei Duncan: “Ouvi dizer que nossos parentes sanguinários se refugiaram/ na Inglaterra e na Irlanda” (We hear our bloody cousins are bestow’d/ In England and in Ireland) (3.1). O mesmo verbo aparece nesta fala do nobre Lennox, referindo-se a Macduff: “O senhor poderia dizer/ onde ele se refugiou?” (Sir, can you tell/ Where he bestows himself?) (3.6).

    Bestride
    Este verbo deriva de to stride (andar a passos largos) e tem o sentido de “defender” ou “proteger”, nesta fala de Macduff: “Antes/ empunhemos a espada mortífera, e como bravos/ defendamos nossa pátria que sucumbe” (Let us rather/ Hold fast the mortal sword, and like good men/ Bestride our downfall’n birthdom) (4.3).

    Betimes
    É o mesmo que “cedo” (early), como nesta fala de Macbeth: “Irei amanhã,/ e irei cedo, em busca da Irmãs Fatais” (I will tomorrow,/ And betimes I will, to the Weird Sisters) (3.4).

    Beware
    O verbo to beware significa “ter cuidado com”, a exemplo desta fala da primeira aparição: “Macbeth! Macbeth! Macbeth! Tenha cuidado com Macduff” (Macbeth! Macbeth! Macbeth! Beware Macduff) (4.1).

    Bidding
    É o mesmo que “convite” (invitation), como nesta pergunta de Macbeth à sua mulher: “E o que você me diz de Macduff, que se recusou a atender/ ao nosso convite solene?” (How say’st thou, that Macduff denies his person/ At our great bidding?) (3.4).

    Birthdom
    Este substantivo, pouco usado, é o mesmo que birthplace (terra natal), como nesta fala de Macduff: “como bravos […] defendamos nossa pátria que sucumbe” (Let us […] like good men/ Bestride our downfall’n birthdom) (4.3).

    Bladed
    O substantivo blade pode ser “lâmina” e também “folha”. Aqui o sentido é “em flor”, isto é, antes de formar a espiga de trigo, nesta fala de Macbeth: “Mesmo que abatam o trigo em flor e derrubem as árvores” (Though bladed corn be lodged and trees blown down) (4.1).

    Blanch
    O verbo to blanch (do francês blanchir, tornar branco) tem o sentido figurado de “empalidecer” (to pale) nesta fala de Macbeth aos nobres: “vocês podem encarar estas visões/ e manter a cor natural de seu rostos,/ enquanto o meu está pálido de temor” (you can behold such sights/ And keep the natural ruby of your cheeks/ When mine is blanch’d with fear) (3.4).

    Blister
    É o mesmo que “bolha” (no sentido de pele empolada), como nesta fala de Malcolm: “Este tirano, cujo nome nos enche a língua de bolhas,/ já foi considerado honesto” (This tyrant, whose sole name blisters our tongues,/ Was once thought honest) (4.3).

    Blunt
    O verbo to blunt significa “embotar” ou “perder o fio”. Há um sentido figurado de “tornar-se insensível”, como nesta fala de Malcolm para Macduff: “não deixe que seu coração embote, enfureça-o” (blunt not the heart, enrage it) (4.3).

    Boast
    A mesma palavra representa o substantivo “bravata” (boast) e o verbo “bravatear” (to boast), como nesta fala de Macbeth: “Sem bravatas de um tolo,/ executarei esta ação antes que o propósito esfrie” (No boasting like a fool;/ This deed I’ll do before this purpose cool) (4.1).

    Bodement
    É um termo arcaico para “presságio” (presage), como nesta fala de Macbeth: “Doces presságios!” (Sweet bodements!) (4.1).

    Bold
    Trata-se do adjetivo “audacioso”, derivado de boldness (audácia). A senhora Macbeth aqui se refere ao vinho com o qual embebedou os camareiros do rei: “Aquilo que os embriagou me fez audaciosa” (That which hath made them drunk hath made me bold) (2.2).

    Bond
    Aqui o sentido é de “aliança” (covenant) ou “acordo” (agreement), como nesta fala de Macbeth: “Ainda assim buscarei uma segurança em dobro/ e farei um acordo com o destino” (But yet I’ll make assurance double sure,/ And take a bond of fate) (4.1).

    Boot
    A expressão to boot significa “além disso” (besides) ou “por acréscimo” (in addition), como nesta fala da Macduff para Malcolm: “Eu não seria o vilão que você acha que sou/ por todo o espaço ao alcance do tirano,/ e com o acréscimo do rico Oriente” (I would not be the villain that thou think’st/ For the whole space that’s in the tyrant’s grasp/ And the rich East to boot) (4.3).

    Bosom 1
    Embora signifique “peito”, pode ter o sentido figurado de “mãos”, como nesta fala de Macbeth, dirigindo-se aos assassinos: “Porei este empreendimento nas suas mãos” (And I will put that business in your bosoms) (3.1).

    Bosom 2
    Pode ter o sentido figurado de “coração”, como nesta fala de Malcolm: “Procuremos alguma sombra sossegada para lá/ esvaziar nossos corações entristecidos” (Let us seek out some desolate shade and there/ Weep our sad bosoms empty) (4.3).

    Botch
    Normalmente significa “remendo” (patch), com uma conotação de má qualidade, mas tem o sentido de “rastro”, nesta instrução de Macbeth para que os assassinos “não deixem sinais nem rastros no trabalho” (To leave no rubs nor botches in the work) (3.1).

    Boundless
    É o mesmo que “sem limites”, como nesta fala de Macduff: “a intemperança sem limites é uma tirania da natureza” (boundless intemperance in nature is a tyranny) (4.3). V. Confineless.

    Bounteous
    Este adjetivo vem do latim bonitas (bondade ou generosidade) e tem o sentido de “generoso”, como nesta fala de Macbeth sobre cães: “De acordo com o dom que a Natureza generosa/ lhe atribui, pelo qual ele recebe/ uma designação particular” (According to the gift which bounteous Nature/ Hath in him closed, whereby he does receive/ Particular addition) (3.1).

    Brag
    É o mesmo que “gloriar-se” ou “envaidecer-se”, como nesta fala de Macbeth: “O vinho da vida foi derramado e apenas sedimentos/ restam para gloriar-se nesta adega” (The wine of life is drawn, and the mere lees/ Is left this vault to brag of) (2.3).

    Braggart
    Trata-se do “fanfarrão”. O termo parece uma única vez na peça, numa fala de Macduff: “fanfarrão com minha língua” (braggart with my tongue) (4.3).

    Brainsick
    É o mesmo que “doentio”, num sentido emocional ou intelectual, de brain (cérebro). A senhora Macbeth diz ao marido: “você enfraquece sua nobre energia pensando/ nas coisas de uma forma tão doentia assim” (You do unbend your noble strength, to think/ So brainsickly of things” (2.2).

    Brandish
    O verbo to brandish vem do francês brandir, que também existe em português com a mesma grafia (agitar no ar ou exibir, de forma ameaçadora, desafiadora ou exultante). Ele aparece pela primeira vez na peça nesta descrição da bravura de Macbeth pelo sargento ferido: “Desdenhando a Fortuna, com o aço brandido” (Disdaining Fortune, with his brandish’d steel) (1.2). Mais tarde Macbeth usa o mesmo verbo, ao vangloriar-se da morte do jovem Siward: “Você nasceu de mulher,/ eu rio das espadas e zombo das armas/ brandidas por um homem nascido de mulher” (Thou wast born of woman./ But swords I smile at, weapons laugh to scorn,/ Brandish’d by man that’s of a woman born) (5.7).

    Break
    O verbo to break (quebrar) tem o sentido de “revelar, contar” (disclose), nesta fala da senhora Macbeth: “Qual foi o animal que o fez revelar este projeto para mim?” (What beast wast then that made you break this enterprise to me?) (1.7).

    Brew
    O verbo to brew significa “fermentar”, mas tem o sentido figurado de “formar-se” nesta fala de Donalbain: “Vamos embora,/ nossas lágrimas ainda não se formaram” (Let’s away,/ Our tears are not yet brew’d) (2.3).

    Brinded
    É o mesmo que “malhado” (com malhas ou manchas), como nesta fala da primeira feiticeira: “Por três vezes o gato malhado miou” (Thrice the brinded cat hath mew’d) (4.1).

    Broad
    Além de seus muitos significados (amplo, largo, etc.), aqui tem o sentido de “imprudente”. O nobre Lennox relata que Macduff caiu em desgraça “por palavras imprudentes” (from broad words) (3.6).

    Broil
    É o mesmo que “luta” ou “batalha”, como nesta pergunta de Malcolm ao sargento ferido: “Diga ao rei como estava a batalha/ quando você a deixou” (Say to the King the knowledge of the broil/ As thou didst leave it) (1.2).

    Brow
    É o mesmo que “testa” ou “fronte”, mas pode ter o sentido de “expressão facial” ou “aparência”, como nesta fala de Malcolm: “Mesmo que todas as coisas abomináveis tomassem aparência de virtude,/ ainda assim a virtude pareceria consigo mesma” (Though all things foul would wear the brows of grace,/ Yet grace must still look so) (4.3).

    Bruit
    O verbo, hoje arcaico, tem o sentido de “anunciar”, a exemplo desta fala de Macduff: “Por este grande clamor, alguém de importância maior/ parece que se anuncia” (By this great clatter, one of greatest note/ Seems bruited) (5.7). Em francês, bruit é “ruído”.

    Buckle
    Trata-se do verbo “afivelar”. O termo deriva do latim buccula, uma tira com a qual se prendia o capacete ao queixo, como nesta fala do nobre Caithness: “Ele não pode afivelar sua causa destemperada/ com o cinto do direito” (He cannot buckle his distemper’d cause/ Within the belt of rule) (5.2).

    Buffet
    É o mesmo que “tapa” ou “golpe” e talvez tenha dado origem ao nosso “bofete”. Pode ter o sentido figurado de “infortúnio”, como nesta fala do segundo assassino contratado por Macbeth: “Eu sou um, meu soberano,/ a quem os golpes vis e os infortúnios do mundo/ tanto irritaram que não me importo/ com o que eu faço para contrariá-lo” (I am one, my liege,/ Whom the vile blows and buffets of the world/ Have so incensed that I am reckless what/ I do to spite the world) (3.1).

    Burn
    O verbo aparece no texto em seu sentido usual (queimar), como neste coro das feiticeiras: “Dobre, dobre, trabalho e esforço;/ queime fogo e caldeirão borbulhe” (Double, double, toil and trouble;/ Fire burn and cauldron bubble) (4.1). Mais adiante, o verbo surge no sentido figurado de “arder”, nesta fala do nobre Menteith: “A vingança arde neles” (Revenges burn in them) (5.2). Seria também este um duplo sentido das feiticeiras?

    Business
    Esta palavra pode significar também “tarefa” (task) ou “empreendimento” (enterprise), como nesta fala da senhora Macbeth, dirigindo-se ao marido: “você porá o grande empreendimento desta noite aos meus cuidados” (you shall put this night’s great business into my dispatch) (1.5).

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

Fechar Menu