Please consider donate. | Por favor, considere doar qualquer quantia para mantermos o site.

Inicial Fórum Discussão Geral Discussão Geral sobre Shakespeare Como Ler Shakespeare com Facilidade

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #10770

    Por Alfonso Almeida

    Acho que se for feita uma sondagem junto de estudantes do ensino médio perguntando: “Quem você mais deseja ver torturado?”, William Shakespeare estaria no topo da lista. Os professores de inglês adoram o poeta, em todos os seus diálogos e prosas maravilhosas e obscenas do séc. XVI; os alunos de inglês odeiam-no pelo mesmo motivo. Se você precisa ou quer ler uma comédia, tragédia ou soneto de Shakespeare e não sabe como começar, aqui estão algumas dicas para você começar.

    Mantenha um léxico de Shakespeare à mão. Um léxico é um guia de referência semelhante a um dicionário, exceto que ele define e explica o uso das palavras de diferentes períodos de tempo ou regiões. O léxico traduz termos a partir do inglês mediano para o inglês moderno. Confira abaixo ligações para léxicos para ler on-line ou comprar.
    Escolha uma versão do livro com ajuda do léxico incorporado. Muitas editoras incluem um léxico na forma de notas de rodapé referenciadas na parte inferior de cada página. A Penguin e a Dover são duas editoras que disponibilizam um léxico.
    Explore os guias de estudo on-line. Muitos sites oferecem gratuitamente guias de estudo das obras de William Shakespeare. Esses websites irão incluir uma análise da personagem, personagem da web, cronograma de enredo, temas importantes e decomposição de capítulos ou versos, bem como uma explicação de termos desconhecidos. Eu uso regularmente Cliffnotes, Sparknotes, Bookrags, E-Notes e Pink Monkey como ajuda literária.
    Leia a própria história em uma narrativa ou versão para crianças para obter a história principal. Charles e Mary Lamb e Evelyn Nesbit redigiram versões de histórias belas que podem ser lidas por todas as idades. Se você ler uma dessas versões como uma história sem diálogo ou dialeto e idioma invulgares, você vai ficar com uma ideia do enredo e das personagens. Você irá compreender melhor a história. Encontrei essas versões na Barnes and Noble.
    Leia um escrito ou trabalho explicativo sobre a obra. “Shakespeare without Tears” de Margaret Webster e o “Rosencrantz and Guildenstern Are Dead” de Tom Stoppard são úteis para ajudar você a colocar o inglês mediano em uma perspectiva moderna.
    Diga o diálogo em voz alta. Shakespeare é, antes de mais, um dramaturgo. Suas obras foram redigidas para atores em um teatro. Os seus sonetos foram redigidos para serem lidos em voz alta também. Por mais engraçado que seja, diga as falas em voz alta. Tente adicionar a emoção correta (o que a peça vai lhe dizer em parênteses). Experimente sentir a personagem. Ler em voz alta também irá ajudá-lo a compreender o fluxo e o significado do diálogo.
    Visualize as símiles e as metáforas. Um dos maiores dons de Shakespeare foi a sua facilidade com a metáfora. Ele fez excelentes comparações. À medida que você explora suas metáforas, você vai entender melhor sua fraseologia.
    Ouça a expressão literal do poeta. O que ele está realmente dizendo? Para compreender o diálogo em Shakespeare, ajuda saber que, se lhe parecer que ele está dizendo algo ele provavelmente está dizendo isso mesmo. Se uma linha soa como um insulto em inglês moderno, ele provavelmente está insultando no inglês mediano também. Se isso soa como um elogio, provavelmente é um elogio.
    Use as pistas do diálogo escritas por cada linha de diálogo. Esses são sinais para os atores para ajudá-los a compreender a sua personagem e representar adequadamente o seu papel. Essas pistas vão ajudar você a traduzir as frases estranhas e a determinar o que se entende por uma determinada linha. As emoções associadas com cada linha vão ajudar na compreensão. O movimento ou o bloqueio solicitado pelo ator também fornece visões.

    Vá ao teatro ou veja uma versão em cinema da peça. Você pode acessar algumas versões das peças em Unitedstreaming.com como professor. Várias obras shakespearianas foram feitas recentemente em filmes e contêm grande parte do diálogo (“Muito barulho por nada”, “Hamlet”, “Sonho de uma Noite de Verão”, “Otelo”, “Henrique V”, “Noite de Reis”). Como aluno, procure no Banco de dados da Internet por uma ampla lista de produções. Ouça a maneira como os atores dizem as linhas.

    Shakespeare é divertido e eminentemente citável! Faça amizade com a cadência e ritmo dessa leitura tão envolvente! Use esse guia prático e em breve você terá formado uma “Sociedade dos poetas mortos” dedicado ao poeta. Você estará “citando” Shakespeare num piscar de olhos!

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

Fechar Menu